21 de jun de 2011

Texto de Fernando Jares homenageando os profissionais de mídia da Mendes.

UMA PALAVRA, MUITOS SIGNIFICADOS, UM ESPECIALISTA

A palavrinha era técnica, de uso dos profissionais de comunicação, isso nos anos 1970/80. Depois se tornou popular e todo mundo a usa como sinônimo do conjunto dos meios de comunicação, dos centenários meios impressos à moderníssima internet. O termo veio do inglês, os mass media, onde o media que se lia mídia, deu na mídia brasileira. Em Portugal mantiveram o “e” com acento e ficou média, “os média”, usam dizer. A palavra foi ganhando novos significados: até os atuais recursos de tecnologia para gravação de informações virou mídia. A área técnica da propaganda, especializada em planejar a veiculação das peças publicitárias, há muito que se chama mídia. Tudo no feminino.

Mas, segundo o calendário de eventos aqui na minha mesa, hoje é o “Dia do Mídia”. Ops, virou masculino. Pois é, o profissional que trabalha no planejamento e realização da mídia (a veiculação dos anúncios) é o mídia.

Nos muitos anos em que trabalhei em propaganda, sempre estive muito próximo do pessoal da mídia. Gosto daquelas técnicas de identificar os melhores veículos, de acordo com o anunciante, o produto, a linguagem da campanha, da peça, o público-alvo, o veículo, cobertura, etc., etc., etc. E, naquele tempo, antes do computador, eles tinham que saber fazer contas – e muito bem. Mais um motivo de admiração...

Aí, hoje de manhã, abro os jornais e ali está este belo anúncio da Mendes Comunicação em homenagem a seu time de mídia. É isso mesmo: eles vivem na mídia 365 dias por ano. Mas só hoje resolveram dar as caras. Vivem na e da mídia... No centro da foto está um dos grandes nomes da propaganda paraense, sem dúvida o maior pioneiro da mídia pelas ruas de Belém, Paulo Coelho. Quando quase ninguém sabia nada disso, ele já sabia tudo. Dele já falei nestas linhas virtuais e até contei uma aventura que tivemos em parceria (para ler “Publicitários na madrugada” clique aqui). Toda a sua vida trabalha com mídia. Nem falo na idade e tempo de serviço... mas eu o conheço desde 1970, sempre aí, na Mendes. Quando eu comecei lá, nesse ano, ele já estava na mídia, como auxiliar da grande Marina (Alberto da Rocha) Matta. Ambos, ele e eu, muito aprendemos com a Dra. Marina.

E assim faço homenagem aos profissionais de mídia, especialistas que, com sua técnica cada vez mais apurada, requintada, apoiada em teorias, mas com muita prática e criatividade, determinam aonde devem ser aplicados os recursos do anunciante. Uma atividade de alta responsabilidade: com os elevadíssimos custos de veiculação, não se pode errar nem uma inserçãozinha...

Olha o time de mídia da Mendes, em detalhe do anúncio acima: Ana Maristela, Thiago Mendes, Paulo Coelho, Bruno de Moraes e Sebastião Galvão (que já coleciona também algumas décadas na mídia da Mendes).