19 de abr de 2010

Pará, eu te quero grande!

bianca

Se os estados do Tapajós e do Carajás vierem a ser criados, o Pará não ficará pequeno apenas na sua área territorial e no número de habitantes. Ele perderá muito mais.

O PIB do Pará cairá de quase R$ 50 bilhões para aproximadamente R$ 29 bilhões.

Deixará de ser o maior PIB do Norte, ficando atrás do Amazonas e do Maranhão.

O PIB per capita do paraense será um dos menores do Brasil. Talvez só maior que o do Tapajós na região Norte.

O “novo” Pará perderá 8 dos 10 municípios paraenses com as maiores rendas per capita do estado. E 6 dos seus 10 municípios com maior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

A área desflorestada do estado crescerá de 17,5% para 30,7% no “novo” Pará.

O Pará perderá ainda 6 de suas 13 bacias hidrográficas. Hoje, 1.238.290,03 km2; depois, apenas 245.360,85 km2.

Querem mesmo reduzir o Pará, e não apenas o seu território.

Querem reduzir a nossa importância.

Querem reduzir o respeito pelo Pará.

Mais do que nunca, precisamos dar um basta!           

Entre em um desses portais www.orm.com.br ou www.acp.com.br e acesse o link para mandar e-mail para o Deputado Federal em quem você votou e dizer a ele que você é a favor do Pará, contra os plebiscitos para a criação de estados com pedaços do nosso território.